Caça furtiva desenfreada de fêmeas nidificantes ameaça a terceira maior população de nidificação do mundo da tartaruga cabeçuda de extinção

Skeleton of poached loggerhead turtle Hotel construction at the turtle nesting beach Lacacao Beach pollution

(Imagens: À direita: Os restos de tartarugas mortas eram, até recentemente, muito comuns nas praias da Boavista. Meio: Projetos de construção do Hotel para turismo de massa ameaçam as praias de nidificação de tartarugas da Boavista . À esquerda: Lixo nas praias da Boavista representa um grande problema não só para as tartarugas.)

Apesar do facto das  tartarugas marinhas serem protegidas  pelas leis de Cabo Verde, estas estão expostas  a inúmeras ameaças graves. Estão sendo caçadas  tanto no mar como em terra e devido ao facto do desenvolvimento do turismo costeiro, construções locais e edifícios estar a aumentar, afeta negativamente o comportamento de nidificação da tartaruga marinha e seu sucesso de nidificação.

A população de nidificação de Cabo Verde, tartarugas marinhas cabeçudas (Caretta caretta) é a terceira maior população do mundo, após as populações de nidificação de Omã e sudeste da Flórida. Estima-se que até 90% da desova ocorre na ilha da  Boavista. Em 2007, mais de 1.100 tartarugas fêmeas foram abatidas, quando vieram a terra para nidificar na Ilha da Boavista, Cabo Verde. Este número tem vindo a ser estimado em mais de 35% da população de fêmeas nidificantes.

Esta situação resultou no Programa das Nações Unidas para o Ambiente (United Nations Environment Program, UNEP) identificando Cabo Verde como uma prioridade na  conservação de tartarugas cabeçudas (UNEP, 2002).

Solução: O nosso projeto de proteção na Boavista, Cabo Verde

Em 2008, em resposta à brutal matança de fêmeas de tartarugas cabeçudas nas praias da Boavista, a Turtle Foundation enviou pessoal para Boavista para estabelecer uma presença de monitoramento na praia de Porto Ferreira, uma das principais praias de nidificação. Em 2007, mais de 600 tartarugas foram mortas nesta praia. Em 2008, como resultado do programa de proteção de praias da Turtle Foundation, apenas foram identificadas como mortas 60 tartarugas nesta praia, o que representa uma redução de 90% na mortalidade.

Expandido continuamente o programa de proteção a praias adicionais de nidificação – neste momento estão sendo protegidas cinco praias de nidificação com um comprimento de cerca de 30 quilômetros – reduzimos o número de tartarugas marinhas mortas na Boavista ano após ano. As praias de nidificação têm vindo a ser patrulhadas e protegidas pela Turtle Foundation, com o apoio dos militares de Cabo Verde, bem como voluntários de todo o mundo. Além disso, um programa de recolha de dados e marcação de tartarugas foi iniciado.

Loggerhead sea turtle after nesteing Turtle Foundation beach camp in the north of Boavista School in Nature

(Imagens: À direita: Fêmea de tartaruga cabeçuda após ter colocado os ovos. Meio: Acampamento da praia da Turtle Foundation no norte da Boavista. À esquerda: Lição da “Escola da Natureza” projeto numa das praias da Turtle Foundation na praia de Boa Esperança.)

A Turtle Foundation também despende uma grande quantidade de tempo e esforço em educação e envolvimento da comunidade e vai continuar a expandir este programa. A Turtle Foundation realiza apresentações biológicas / conservação sobre tartaruga, patrocina programas de arte e educacionais para crianças da escola, organiza limpeza de praias, oferece sessões de treinamento para agências de turismo, bem como outros eventos da comunidade e vai continuar com essas atividades.

Resumo

  • Início do projecto: 2008
  • Terceira maior colônia de nidificação da tartaruga cabeçuda em todo o mundo
  • Atividade principal: o monitoramento da praia durante a época de nidificação
  • Extensão de educação ambiental e de renda alternativa para a população local
  • Redução da caça furtiva tartaruga por mais de 95%

Objectivos

  • A continuação do acompanhamento praia enquanto for necessário
  • Transferência gradual das medidas de protecção para as comunidades locais
  • A investigação científica sobre a biologia da população de tartarugas marinhas locais
Doe agora
Cadastre-se agora!

Voluntariado para a conservação da tartaruga

Para a época de nidificação na Boavista (Junho até final de Outubro) estamos à procura de voluntários motivados e dedicados, estagiários e funcionários!

Cadastre-se agora!