Vocé está aqui: Factos sobre Tartarugas > Informações científicas > Tartaruga Verde

Tartaruga Verde

Por Annemarie Kramer


Nome científico: Chelonia mydas

Peso: Até 200 kg(440 lbs)

Tamanho: Até 120 cm (4 pés)

Distribuição:

Esta espécie é encontrada circum-globalmente nas regiões tropicais e subtropicais doo oceanos Atlântico, Pacífico e Índico. Normalmente elas permanecem próximas à costa, porém durante a migração entre as áreas de alimentação e de reprodução, frequentemente nadam em alto mar. Importantes praias de desova são encontradas não somente em muitas regiões costeiras continentais tropicais, como na Costa Rica e Suriname, mas também em pequenas ilhas afastadas da costa, tal como na Grande Barreira de Corais oceânica, na Austrália. Algumas destas praias de desova são encontradas em minúsculas ilhas no meio do oceano, como Ascensión ou Atol das Rocas – ilhas do oceano Atlântico Central. Esta espécie de tartaruga marinha prefere permanecer em áreas de águas rasas, costeiras e coralíneas, onde algas marinhas crescem abundantemente.

Comportamento reprodutivo:

As fêmeas sempre retornam para desovar na mesma praia; muito provavelmente esta foi também a mesma praia em que nasceram. Uma média de 112 ovos é posta, sempre à noite, dentro da câmara cavada na areia, que é coberta após a desova. As fêmeas das Tartarugas Verde desovam a cada 2 a 4 anos aproximadamente, pondo até 5 ninhos em uma mesma temporada, em um intervalo de 2 semanas entre cada desova. 

Após aproximadamente 8 semanas, os ovos eclodem, geralmente à noite, e as tartarugas bebês iniciam seu caminho em direção ao mar. Cientistas supõem que durante este percurso pra o mar, as tartarugas adquirem um registro das características de sua praia natal e podem então encontrar o caminho de volta depois de adultas.

Sabe-se que as tartarugas bebês nadam para o oceano aberto e retornam apenas muitos anos depois. Onde vão e o que fazem ainda é pouco conhecido. Tartarugas Verde levam 25 anos para atingir maturidade sexual e somente então retornam para as áreas reprodutivas próximas à costa.

Hábitos alimentares:

Tartarugas Verde juvenis alimentam-se de tudo o que encontram e é somente mais tarde que sua dieta torna-se mais restritiva: algas, medusas, esponjas e salpas. Em algumas zonas, foram registradas a alimentar-se também de caranguejos e peixes.

Observações específicas:

A Tartaruga Verde tem sido utilizada no preparo da sopa de tartaruga tradicional e tem seu nome derivado da camada de gordura verde presente sob sua carapaça. Em muito países, são ainda consumidos sua carne e seus ovos.


Literatura:

Lutz, P. L. & J. A. Musick (Hrsg.), 1997. The Biology of Sea Turtles. 432 páginas. CRC Press. Boca raton, London, New York, Washington, D.C.

Lutz, P. L., J. A. Musick & J. Wyneken (Hrsg.), 2003. The Biology of Sea Turtles. Volume II. 455 páginas. CRC Press. Boca raton, London, New York, Washington, D.C.


Faça uma doação






Adopte uma tartaruga
Voluntariado
Notícias
Patrocinadores